Autarcas e Arautos

O mundo (e o modo de jogar) Belregard é subjetivamente divido entre os Autarcas e os Arautos. Essa divisão é totalmente subjetiva, espiritual e filosófica, mas de extrema importância para a compreensão do mesmo.

Autarcas são aqueles que guiam suas vidas com a vã esperança e lampejo do livre arbítrio, do do minio de suas ações, do poder de alterar o destino, agindo em seu próprio interesse, buscando a manutenção da sua vida. Em suma, pessoas normais.

Eles podem ser desde o simples plebeu até o rei que irá colocar todas as castelanias sob seus pés.

Arautos representam um estilo de jogo diferente dentro de Belregard. Arautos são pessoas que despertaram para a verdade do mundo. Homens e mulheres que podem ter vindo de qualquer lugar, de qualquer condição social e que, depois de sofrerem as três marcas semelhantes a do próprio Criador, abrem seus olhos e passam a entender que, de fato, Deus está morto. Ninguém olha pelos povos de Belregard. A Sombra venceu e lutar contra ela é como enfrentar a queda de uma colossal catarata.

Um Arauto é motivado por sua Bravura e não por sua Fé, pouco importa se tem certeza de coisas que se esperam e a convicção de fatos que se não vêem. O que importa realmente é se ele tem coragem, garra e bravura suficiente para romper as sombras e trazer alguma luz.